Agente morre em tiroteio com presos em Franco da Rocha

Um agente de escolta e vigilância penitenciária morreu durante uma troca de tiros com os presos da Penitenciária 1 de Franco da Rocha, na Grande São Paulo, no fim da tarde desta quarta-feira, 5. De acordo com o Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária do Estado de São Paulo (Sindasp), Genivaldo Lourenço da Silva, era guarda de muralha.De acordo com as primeiras informações da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), o tiroteio começou quando alguns presos da unidade tentaram fugir.Penitenciária 1 de Franco da Rocha, que está localizada no quilômetro 44,5 da Rodovia Edgar Máximo Zambotto, tem capacidade para 852 presos, mas abriga atualmente 1.270. Os funcionários farão a recontagem dos detentos para saber se alguém conseguiu fugir.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.