Agente penitenciária é morta com 15 tiros em São Paulo

A agente penitenciária Vanda Rita Brito Rego, 59 anos, foi morta com pelo menos 15 tiros nesta terça-feira, 17, no bairro Rio Pequeno, no Butantã, zona oeste de São Paulo. Por volta das 6h30, dois homens, em duas motocicletas, a cercaram nas proximidades da casa dela e dispararam. Ela estava a caminho do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Osasco II, na Grande São Paulo. Vanda foi alvejada nas costas, no abdômen, na perna direita, no braço esquerdo e no pescoço, informa a Secretaria de Segurança Pública do Estado. A agente atuava na Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) desde abril de 1993, sendo os quatro últimos deles no CDP de Osasco.

Agencia Estado,

17 Abril 2007 | 20h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.