Agente penitenciário é morto a tiros no interior

O agente penitenciário Denilson Gerônimo Dantas, de 25 anos, foi executado a tiros, diante da casa da noiva, na madrugada de ontem em Álvares Machado, no oeste do Estado. Ele trabalhava no Centro de Readaptação Penitenciária (CRP) de Presidente Bernardes, onde líderes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) cumprem pena. A polícia encontrou 14 cápsulas de pistola 380 no local do crime. A Polícia Civil da cidade investiga o caso e até ontem não tinha pistas dos criminosos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.