Agente vendia armas e celulares aos presos

O agente penitenciário Raimundo José de Oliveira, de 47 anos foi detido ontem portando duas pistolas 380, uma pistola 6.35, celulares, carregadores e R$ 1.700,00, em notas, no interior do Presídio Adriano Marrey, localizado na altura do km 13 da Rodovia Presidente Dutra, em Guarulhos, na grande São Paulo. Os colegas de serviço de Raimundo já vinham desconfiando das atitudes dele e, ontem, resolveram dar o flagrante. Há muito tempo, o agente entrava, de forma dissimulada, na penitenciária, com armas, celulares e carregadores e entregava tudo aos presos; em troca, recebia dinheiro de parentes e dos próprios detentos.Ontem, assim que perceberam Raimundo mexendo em seu armário, os colegas dele acionaram policiais militares da 3ª Companhia do 15º Batalhão que fazem a guarda das muralhas. Os policiais militares detiveram o agente penitenciário, que confessou a intenção de passar todas as quatro armas, os celulares e os carregadores de pistolas aos detentos.O dinheiro encontrado com Raimundo, segundo ele mesmo, era produto de ações ilícitas anteriores. O agente carcerário foi levado ao 4º Distrito Policial de Guarulhos e lá indiciado pelo delegado Júlio Sávio Monfardini por porte ilegal de arma e receptação dolosa, pois uma das armas é produto de roubo. Um inquérito administrativo será instaurado e Raimundo poderá ser expulso, depois de 20 na função pública.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.