Agentes da PF deixavam detentos ir a motéis

Cinco policiais federais acusados de prestar "favores" a presos, inclusive promovendo "encontros amorosos" em motéis e carros da corporação, foram presos ontem no Rio, por ordem da juíza da 6.ª Vara Federal, Ana Paula Carvalho. Ela mandou prender também Antônio Petrus Kalil Filho, filho do bicheiro Antônio Petrus Kalil, o Turcão. Os agentes deixavam Turcão, em saídas para hospitais, se encontrar com parentes. O bicheiro, detido em abril, voltou a ser preso quarta-feira, por lavagem de dinheiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.