Agentes penitenciários decidem entrar em greve

O Sindicato dos Agentes Penitenciários do Estado de São Paulo informou em nota à imprensa que a categoria vai entrar em greve a partir da meia-noite deste domingo, 2, em protesto pelo assassinato do agente Eduardo Rodrigues, de 41 anos, que trabalhava na Penitenciária Feminina de Santana, ocorrido na manhã deste sábado. Leia baixo, a íntegra da nota: "O Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária do Estado de São Paulo, pela segunda vez esta semana, tem a infelicidade de comunicar à categoria que mais um de nossos companheiros foi assassinado. Eduardo Rodrigues trabalhava na Penitenciária Feminina de Santana, e tinha 41 anos. Desta forma, cumprindo a decisão da assembléia realizada no dia 1.º de junho, todas as atividades exercidas pelos agentes serão suspensas por 24 horas a partir da 0h de amanhã, 02 de julho. esta é a forma que toda a categoria tem de repudiar este tipo de violência, e também, de expressar indignação perante às autoridades que são responsáveis pela segurança pública no Estado de São Paulo. O que gera mais "revolta" é que este sindicato vem alertando as autoridades, há mais de oito anos, sobre este risco. Na época, nos chamaram até de loucos. Hoje, os agentes pagam, com a própria vida por esse descaso.Contudo, reiteramos que todas as atividades estão suspensas neste domingo, 02 de julho de 2006, inclusive visitas. Temos, neste momento, que mostrar união frente a esta crise que paira sobre toda a categoria".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.