Agentes penitenciários devem parar no fim de semana

Agentes penitenciários do Estado de São Paulo deverão paralisar as atividades e impedir a entrada de visitas nos presídios do Estado de São Paulo neste sábado, 15, e domingo, 16, de acordo com informações dos dois sindicatos que representam a categoria, o Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária do Estado de São Paulo (Sindasp) e o Sindicato dos Servidores do Sistema Prisional do Estado de São Paulo (Sifuspesp). O sindicatos, porém, não informaram em quantos presídios haverá paralisação.Segundo a diretoria do Sindasp, a interrupção neste fim de semana seria por causa da morte do filho de um agente na última terça-feira, na Vila Santa Catarina, zona sul de São Paulo, e o assassinato de um funcionário do sistema penitenciário em Campinas, na última quarta-feira.Em assembléia realizada na última terça, o Sindasp definiu que, a cada agente penitenciário morto durante a semana, a orientação seria paralisar as atividades no fim de semana. O atendimento emergencial e a alimentação serão mantidos, mas as visitas e outras atividades serão suspensas. Desde maio, 15 agentes penitenciários foram vítimas do crime organizado.O sistema prisional paulista possui cerca de 21 mil agentes penitenciários e de segurança. O Sifuspesp abriga 8 mil trabalhadores e o Sindasp, 3,3 mil. De acordo com os sindicatos, o sistema necessitaria ainda de outros 23 mil agentes para fazer a segurança das cadeias com mais eficiência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.