Agentes penitenciários do Rio entram em greve amanhã

Os agentes penitenciários do Rio de Janeirocomeçam amanhã uma greve por tempo indeterminado e prometem suspender as visitas e o banho de sol dos detentos e restringir o atendimento médico aos casos graves.O serviço administrativo também será paralisado. A principal reivindicação é mais segurança nas prisões, com contratação por concurso público de 3 mil novos agentes. O segundo-secretário do Sindicato dos Servidores da Secretaria de Justiça, Alcir Coutinho, reconheceu que a suspensão das visitas poderá aumentar a tensão entre os parentes de presos, depois da rebelião na Casa de Custódia de Benfica que resultou na morte de 30 detentos e um agente.?Existe uma preocupação em relação a isso, mas a falta de sensibilidade do governo do Estado fez com que a categoriaseguisse esse caminho?, afirmou Coutinho. O subsecretário de Administração Penitenciária, Aldney Peixoto, informou que ?se a greve for mesmo deflagrada?, agentes que estão em cargos de comissão serão convocados para trabalhar nos presídios. ?O restante vamos preencher com policiais militares?, declarou Peixoto. O subsecretário disse que fará ?um esforço? para manter asvisitas no fim de semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.