Agnaldo Timóteo nega que tenha defendido o turismo sexual

Acusado de ter defendido o turismo sexual em sessão da Câmara na terça-feira, 27, o vereador Agnaldo Timóteo (PR - ex-PL), falou ao Estado na noite de quarta-feira, 28, e negou que tenha defendido a prática.?Houve uma repercussão absolutamente desnecessária. Primeiro, porque não defendi nem defenderei o turismo sexual. Mas, agora, o que acho um absurdo é você prender um homem por ter ido para cama com uma menina de 16 anos ou mais que estava rodando bolsinha em qualquer lugar, na Avenida Paulista, na Avenida Atlântica ou na beira da praia em Fortaleza. Se elas não podem ir para a beira da praia, que as autoridades as retirem de lá", disse o vereador.Na manhã desta quinta-feira, 29, vereadores integrantes da Comissão Extraordinária de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente da Câmara se reuniriam para definir se vão considerar o pronunciamento de Timóteo como quebra de decoro parlamentar e enviar o caso para a Corregedoria da Casa. Relatora da CPI Mista do Congresso que investigou a exploração sexual infantil no País, a deputada Maria do Rosário (PT-RS)considerou ?criminosa e preconceituosa? as declarações de Timóteo. ?O turismo sexual é uma forma de violência. Lamento profundamente a posição do vereador, pois ele deveria apoiar nossa luta para combater a exploração das crianças e adolescentes.?Prioridade contestadaNa terça-feira, na tribuna da Câmara de São Paulo, tudo parecia transcorrer normalmente, com apenas mais um vereador inscrito para abordar qualquer assunto de seu interesse. O orador era o vereador Agnaldo Timóteo, que comentava a posse da ex-prefeita Marta Suplicy (PT) como ministra do Turismo. Os demais colegas conversavam distraídos no plenário, enquanto Timóteo abordava a prioridade anunciada por Marta para combater o turismo sexual. Logo na primeira frase, a polêmica: ?Agora, assume a Marta Suplicy e a primeira proposta dela é para acabar com o tal do turismo sexual. Pelo amor de Deus minha gente, vai prender um turista porque ele levou pro motel uma menina de 16 anos? É brincadeira!?Continuou. ?As meninas com um ´popozão´ desse tamanho, os peitos como uma melancia e rodando bolsinha, aí o turista pega e passa a ripa. Tenha piedade?, disse o vereador, para espanto dos parlamentares . A primeira reação partiu da vereadora Claudete Alves (PT), que exigiu que as declarações de Timóteo fossem retiradas das notas da sessão que seriam publicadas no Diário Oficial da Cidade. Antes de aceitar o pedido da vereadora, mais uma citação provocou a ira dos colegas. Timóteo perguntou com quantos anos Claudete teve sua primeira relação sexual. ?Ele retirou o meu pedido, mas não se desculpou nem repensou. Uma questão é o lado público, dando respostas aos movimentos de mulheres e a outra é que agora não vou abrir mão de um pedido de desculpas pessoal, até longe dos holofotes?, disse Claudete, que até a tarde de ontem não tinha recebido nenhum pedido de desculpas.Ao considerar a postura do colega como a reprodução de um ?ato machista e majoritário da sociedade brasileira?, Claudete ressaltou que movimentos sociais vão organizar um ato contra o vereador. O ato acontecerá no dia 18 de maio, quando uma sessão solene marcada na Câmara vai comemorar o Dia de Combate à Exploração Sexual de Crianças, Adolescentes e Mulheres.Os discursos do vereador: Na terça-feira: ?Agora assume a Marta Suplicy (como ministra do Turismo) e a primeira proposta é para acabar com o tal turismo sexual. Pelo amor de Deus, vai prender um turista que levou pro motel uma menina de 16 anos? As meninas com um popozão e os peitos desse tamanho, rodando bolsinha na rua, aí o turista passa a ripa. Tenha piedade!??Os meninos aos 15 anos já estão ripando e as meninas não podem fazer sexo ao 16? Vou ver para a gente fazer um trabalho para diminuir a idade sexual dos jovens. Para acabar com esse negócio que só pode transar depois dos 14. As meninas estão lá na rua rodando bolsinha, os estrangeiros chegam, levam para o motel. Não podem ser punidos, não é justo. Isso é frescura. A mulher tem que ter o direito de usar o corpo aos 16 anos?Na quarta-feira: ?Houve uma repercussão desnecessária. Não defendi, nem defenderei, o turismo sexual. O que acho absurdo é prender um homem por ter ido para cama com uma menina de 16 anos que estava rodando bolsinha em qualquer lugar.??Essa frescura de dizer que as meninas de 16 anos só transam porque são pobres! Não posso concordar em penalizar os turistas. Eles geralmente vem atrás dos meninos. Os meninos lindos estão lá esperando também a procura de um cascalho. Não é justo se um menino de 16 anos que pode votar, pode constituir família então você não pode punir uma pessoa que pegou uma menina que está na rua procurando um parceiro?.

Agencia Estado,

29 de março de 2007 | 13h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.