Agricultor mata quatro e comete suicídio

O agricultor Duílio Pessoto, de 56 anos, matou hoje quatro amigos e depois cometeu suicídio, em Jundiaí, no interior de São Paulo. De acordo com testemunhas, no último domingo os colegas de bar do agricultor chegaram a questionar a sua masculinidade, por morar sozinho. Duílio saiu de casa com dois revólveres, um calibre 32 e outro 38. Quando seguia para o ponto de encontro dos amigos, a "Vendinha do Alto", ele encontrou o primo Laerte Pessoto, de 50 anos, e o matou. Cerca de 200 metros depois, já na "Vendinha", ele matou Felipe Keller, de 57 anos, que tomava cerveja no balcão. Na saída, matou Benedito Lino da Silva, de 56 anos, proprietário do estabelecimento, que estava dentro do seu carro. Em seguida, Duílio entrou no seu automóvel e foi até a Casa de Materiais para Construção Silvestroni, no bairro da Colônia. Lá, chamou o vendedor Antônio Segala, de 58 anos, até um canto da loja e o matou com vários tiros. Em seguida, colocou o revólver na cabeça e se matou.O delegado Fernando Manoel Bardi disse que, aparentemente, o agricultor cometeu os homicídios sem motivos. Ele pretende ouvir testemunhas para saber se a versão de que os amigos questionaram a masculinidade dele tem fundamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.