Ainda internado, Alencar fica frustrado por perder evento

Vice-presidente pretendia participar de inauguração de escola em Muriaé que leva o nome de sua mãe

, O Estado de S.Paulo

05 de dezembro de 2010 | 00h00

A inauguração de uma escola em Muriaé (MG) deixou angustiado o vice-presidente José Alencar. Ele esperava ter participado da abertura do estabelecimento de ensino, construído em sua cidade natal com o nome de sua mãe, Dolores Peres Gomes da Silva. Ainda internado na unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital Sírio-Libanês, Alencar telefonou para os irmãos a fim de garantir que eles prestigiariam o evento.

Segundo a assessoria do Planalto, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que seguiu de Mar del Plata para o seu apartamento em São Bernardo do Campo, pode fazer hoje uma nova visita a seu vice. No último dia 13, Lula e a presidente eleita Dilma Rousseff estiveram com Alencar no Sírio.

De acordo com os médicos do vice-presidente, seu quadro de saúde continua inalterado. Anteontem, chegou a circular a informação de que ele poderia deixar a UTI, mas a notícia não foi confirmada. O último boletim médico sobre o estado do vice-presidente data de terça-feira.

Alencar não passou por sessões de hemodiálise ontem. No início da semana, ele havia apresentado uma piora nas funções renais e, desde terça, vinha sendo submetido ao tratamento.

O vice-presidente se recupera de uma cirurgia para desobstrução do intestino. A operação - de cinco horas - foi realizada no sábado retrasado. Desde então, Alencar segue internado na UTI cardiológica. Esta foi a 16.ª cirurgia à qual o vice - que luta há 15 anos contra um câncer na região do abdome - foi submetido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.