Air France fala em 58 brasileiros no Voo 447; Anac em 57

Mais cedo, empresa disse 80 brasileiros estavam a bordo, enquanto agência informou que havia 52

01 de junho de 2009 | 15h01

 

Parentes e amigos de passageiros buscam informações no Galeão. Foto: Marcos D'Paula/AE

 

SÃO PAULO - A Air France divulgou em Paris a lista oficial com as nacionalidades dos passageiros do voo 447, que está desaparecido desde a madrugada desta segunda-feira, 1. Segundo a empresa, são 61 franceses, 58 brasileiros, 26 alemães, nove italianos e seis suíços. Porém, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) afirmou que a Polícia Federal apurou que 57 brasileiros estavam no voo, e muitos desses passageiros têm dupla nacionalidade - brasileiros com naturalidade francesa e vice-versa -, o que dificulta o trabalho de checagem na lista de passageiros, que está sendo feito com ajuda da Polícia Federal.

 

Veja também:

Voo 447 reportou pane antes de desaparecer dos radares

blog Acompanhe a cobertura pelo blog Tempo Real

lista Voo 447: Confira os passageiros confirmados até o momento

som Podcast: Especialista não tem dúvidas de que avião da Air France caiu no mar

som Podcast: Coronel da FAB fala sobre o desaparecimento do avião da Air France

especial Cronologia dos piores acidentes aéreos dos últimos dez anos

mais imagens Veja Galeria de fotos

especial Anac monta sala no Galeão para familiares; veja telefones de contato

video TV Estadão: Especialista fala sobre o acidente

Airbus pode ter sido atingido por raio durante tempestade

Voo 447 pode ter tido problemas em zona intertropical

'Eu fiquei branco, não sabia o que fazer', diz brasileiro em Paris

 

Mais cedo, o representante da companhia aérea no Rio informou que havia 80 brasileiros a bordo do avião que desapareceu após decolar do Rio de Janeiro com destino a Paris. À noite, a Anac também retificou números citados anteriormente, que falavam em 51 passageiros e um tripulante brasileiros, totalizando 52 pessoas.

 

"Estamos consolidando a lista com a Polícia Federal, são números próximos que não estão distantes da realidade", disse a repórteres o gerente da Air France, Antonio Jorge Assunção. Ainda não há previsão para a divulgação da lista com o nome dos passageiros.

 

A Anac informa ainda que está em "contato permanente com a Força Aérea Brasileira, Polícia Federal e autoridades da Aviação Civil da França com o objetivo de identificar os passageiros embarcados e sua nacionalidade bem como obter informações que de alguma forma possam ser úteis para a localização da aeronave."

 

A Air France informou que entre os passageiros do voo 447, que está desaparecido desde a madrugada estão 126 homens, 82 mulheres, sete crianças e um bebê, além dos 12 tripulantes: entre os 12 tripulantes, um era piloto; dois eram copilotos, e nove eram comissários. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) confirmou que havia ao menos  51 passageiros e 1 tripulante de nacionalidade brasileira no voo AF 447. A Anac ressaltou que a Air France divulgará a lista de passageiros e tripulantes somente após entrar em contato com os seus familiares. Alguns nomes poderão não ser divulgados, a pedido das famílias, desde que formalizado à companhia aérea.

 

 

 

A diretora-geral da Air France no Brasil, Isabelle Birem, disse em entrevista coletiva concedida na capital paulista, que o desaparecimento do Airbus A330-200 é uma imensa tragédia. "Todos os nossos pensamentos se voltam para as famílias dos passageiros e tripulantes, vítimas dessa imensa tragédia," disse ela. A diretora-geral informou que os familiares dos passageiros desse voo que desejarem ir a Paris, para acompanhar o desenrolar das investigações, terão suas despesas custeadas pela empresa.

 

A Anac informou nesta tarde que a Air France está com dificuldades para fazer contato com familiares dos passageiros do voo 447. "Alguns passageiros optaram por não informar telefones de contato no cartão de embarque, como é recomendado pela ANAC, e isso está dificultando o contato com as famílias", informou a agência. Os contatos possíveis, segundo a Anac, estão sendo feitos pela Air France em dois centros de atendimento no Rio de Janeiro, no Aeroporto do Galeão e no hotel Windsor, na Barra da Tijuca.

 

A nota acrescenta que as pessoas que tiverem informação sobre familiares que estariam nesse voo devem procurar o centro de atendimento da Air France no Aeroporto do Galeão ou no hotel Windsor (av. Sernambetiba, 2630, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro), ou ligar para os telefones de atendimento da Air France: no Brasil, 0800 881-2020 e, em Paris, 33-1-5702-1055.

 

Veja a lista de nacionalidades:

 

1 sul-africano

26 alemães

2 americanos

1 argentino

1 austríaco

1 belga

58 brasileiros

5 britânicos

1 canadense

9 chineses

1 croata

1 dinamarquês

2 espanhóis

1 estoniano

61 franceses

1 gambiano

4 húngaro

3 irlandeses

1 islandês

9 italianos

5 libaneses

2 marroquinos

1 holandês

3 noruegueses

1 filipino

2 poloneses

1 romeno

1 russo

3 eslováquio

1 sueco

6 suíço

1 turco

 

(Com Rosana de Cassia e Andrei Netto, de O Estado de S, Paulo, e Carolina Freitas, da Agência Estado)

 

Texto atualizado às 19h25.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.