Airbus ocupado por Dilma volta para o Galeão após defeito na pressurização

Pouso ocorrido no retorno para a base aérea não foi considerado 'de emergência' pela Aeronáutica

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

23 Junho 2012 | 02h06

SÃO PAULO - O Airbus 319 que decolou às 23h15 de sexta-feira, 22, da base área do Galeão, no Rio, e que levava a presidente Dilma Rousseff para Brasília teve que retornar para a mesma base minutos depois em razão de um defeito no sistema de pressurização.

 

A Assessoria de Imprensa (AI) da Aeronáutica informou que o pouso no Galeão ocorreu normalmente e não pode ser classificado como "de emergência". A presidente, após retornar para a base do Galeão, embarcou em outro voo rumo à capital federal. As informações são da Globonews.

 

A reportagem do estadão.com.br ligou para o celular de plantão da AI da Aeronáutica, mas as ligações não foram atendidas nem houve retorno. Já a Assessoria de Imprensa da Infraero no Galeão afirmou que qualquer informação a respeito do ocorrido só pode ser divulgada pelo setor de Comunicação da Aeronáutica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.