Airbus que ia a Curitiba faz pouso não programado em Londrina

Aeronave da TAM teve problemas na tampa da turbina direita e passageiros tiveram de seguir viagem em ônibus

Evandro Fadel, CURITIBA, O Estadao de S.Paulo

07 Julho 2026 | 00h00

Um Airbus A320, da TAM, prefixo PR-MBO, semelhante ao que explodiu no Aeroporto de Congonhas, fez um pouso não programado, por volta das 21h30 de segunda-feira, no Aeroporto de Londrina. O avião ia de Salvador para Curitiba e depois de uma escala em Cumbica, parou em Londrina. Embora o Aeroporto Afonso Pena, na região metropolitana de Curitiba, estivesse fechado naquele momento e a parada fosse necessária, o avião também apresentou um problema com o deslocamento da tampa da turbina direita. O problema foi comunicado por e-mail ao procurador da República em Londrina, João Akita Omoto, vindo de um passageiro que não quis se identificar. Uma vistoria na aeronave foi feita a pedido do procurador. Segundo a assessoria do Ministério Público Federal, a TAM comunicou que o problema na carenagem poderia ser corrigido preliminarmente com o uso de uma fita de alumínio, permitindo o retorno a São Paulo para o conserto definitivo. O procurador, no entanto, pediu que o conserto fosse realizado no local e a recomendação foi aceita pela TAM. Muitos dos passageiros que estavam no vôo, e chegariam em 30 minutos a Curitiba, tiveram de enfrentar seis horas de estrada em ônibus. A TAM informou, por meio de nota, que o Airbus continuava em Londrina ontem à noite para substituição do capô da turbina. A peça, segundo a companhia, apresentou defeito após o avião ter pousado na cidade por causa do fechamento do aeroporto de Curitiba. Havia 148 passageiros. FAB Um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) com estudantes do Projeto Rondon perdeu o revestimento de sua turbina durante vôo no Acre. A aeronave teve de retornar ao aeroporto de onde havia partido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.