Airbus quer sistema via satélite no lugar de caixa preta

Intenção é evitar que as informações se percam, como o que aconteceu com os dados sobre o voo 447

Agência Estado

04 de setembro de 2009 | 05h24

O presidente da Airbus, Thomas Enders, disse nesta sexta-feira que a fabricante de aviões europeia trabalha no sentido de substituir as "caixas pretas" por um sistema que transmita por satélite os dados de voo. "Estamos examinando as possibilidades de melhorar o atual sistema por outros métodos de coleta dos dados", declarou Enders ao jornal francês Le Parisien.

 

Veja também

documento Relatório da BEA sobre o acidente (em inglês)

especialLeia íntegra da entrevista com o diretor da Air France

lista Todas as notícias sobre o Voo 447

especialEspecial: Os desaparecidos do voo 447

especial Especial: Passo a passo do voo 447

mais imagens Galeria de fotos: buscas do Voo 447

mais imagens Galeria de fotos: buscas da FAB pelo Voo 447

mais imagens Galeria de fotos: homenagem às vítimas

especialCronologia das tragédias da aviação brasileira

especialCronologia dos piores acidentes aéreos do mundo 

"Os dados mais importantes podem, por exemplo, ser transmitidos em tempo real por satélite, como já acontece com as informações relativas à manutenção da aeronave", afirmou o executivo. "Isso é uma questão na qual estamos trabalhando com nossos parceiros e fornecedores."

Os aviões comerciais são obrigados a ter dois gravadores - um para os dados do voo e outro que grava a conversa entre os pilotos -, mas, para obter essas informações, é necessária a recuperação física das caixas. As aeronaves de última geração também transmitem informação via satélite durante o voo, de forma que os mecânicos estejam preparados para atender os aviões logo após a aterrissagem.

Esses dados de manutenção constituem a única informação de que dispõem os investigadores do acidente com o avião que fazia o voo 447 da Air France, entre o Rio de Janeiro e Paris. O avião desapareceu no Oceano Atlântico em 1º de junho com 228 pessoas a bordo. As caixas pretas da aeronave continuam desaparecidas.

"Para melhorar a segurança do transporte aéreo no futuro, devemos assegurar que, no caso de um acidente, possamos recuperar todos os dados do voo", disse Enders.

Tudo o que sabemos sobre:
Airbuscaixa pretavoo 447

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.