Alckmin admite fechar mais postos de pedágio

O governador de São Paulo, GeraldoAlckmin(PSDB), disse neste sábado em Vinhedo, na região de Campinas, que o governo está analisando a possibilidade de fechar outros postos de pedágio instalados em rodovias estaduais de pistas simples, tráfego baixo e com alto custo de administração, como ocorreu com o posto instalado em Casa Branca, que neste sábado deixou de operar.O governador participou em Vinhedo, no final da tarde, da inauguração da duplicação daAvenida Aparecida Serafim, de acesso ao município pela rodovia Anhangüera.Em seguida, discursou na cerimômia de abertura da Festa da Uva de Vinhedo. Participaram do evento, prefeitos de sete cidades, inclusive o prefeito em exercício de São Paulo, Hélio Bicudo(PT) e a prefeita de Campinas Izalene Tiene (PT), além dedeputados e vereadores.Depois de entregar as chaves de quatro máquinas agrícolas que serão usadas em sistema de revezamento por agricultores de cidades da região, Alckmin percorreu o recinto da festa, visitou a exposição de frutas, assistiu a um show típico italiano e encerrou a visita em uma confraternização com os políticos em um coquetel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.