Alckmin apresenta propostas para o Nordeste

Além da disposição de reforçar sua campanha no Nordeste, o candidato tucano Geraldo Alckmin trouxe para o Ceará o documento "O novo Nordeste", que discutiu na quarta-feira com políticos do PSDB e do PFL. São 12 propostas para enfrentar as disparidades e implantar efetivamente uma política de desenvolvimento na região. A idéia de Alckmin é lançar em Recife, no dia 4 de agosto, um grande pacto regional durante um seminário que terá a presença de aliados políticos dos mais diversos partidos. Nesta quinta-feira, Alckmin faz campanha em fortaleza, Juazeiro do Norte e Crato.Bolsa FamíliaSegundo o tucano, o grande desafio será criar uma estratégia de infra-estrutura para o Nordeste e redefinir o papel da União, sem esbarrar na autonomia dos governadores. Caberá a eles a decisão sobre o melhor investimento para seus Estados. Mas, antes de implementar um novo modelo de desenvolvimento, a saída ainda é a manutenção de políticas de compensação social, como o Bolsa Família. Apesar de criado pelo governo Fernando Henrique Cardoso, o programa se transformou no carro-chefe da campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva que o ampliou e aumentou o valor do dinheiro destinado às famílias carentes. O Nordeste tem em torno de 40 milhões de habitantes, sendo que a metade vive em condições de pobreza.SudeneO coordenador do programa de Alckmin para o Nordeste, o vice-governador cearense, Maia Junior, disse que os índices na região são alarmantes. A mortalidade infantil é 60% acima da média nacional. Do ponto de vista estratégico institucional, o tucano concorda com a recriação da Superintendência para o Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) desde que centrada na eficiência da gestão pública.Rio São FranciscoOutro eixo do programa de Alckmin é a convivência com o semi-árido e a defesa de uma política voltada para o futuro e que enfrente permanentemente a seca. Isso exclui, porém, a transposição do rio São Francisco, um projeto do governo Lula para o Nordeste. A transposição divide também a base política de Alckmin e, por isso mesmo, seu discurso estará voltado para a revitalização do rio e a implantação de projetos para o semi-árido.Investimento no interiorA proposta prevê ainda iniciativas de inovação empreendedora e a criação de cidades-pólos, destinadas a atrair investimentos, além das capitais. Com o compromisso de crescimento econômico, feito pelo tucano na campanha, a idéia dos técnicos do PSDB e do PFL é repartir o orçamento da União de modo diferenciado para os investimentos e atender as regiões mais vulneráveis. "Não é tirar do Sudeste para dar ao Nordeste, nem manter a visão de que o Nordeste precisa de esmolas. Nada disso. Precisamos é aproveitar as potencialidades e inserir a região na inclusão social", disse Maia Junior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.