Alckmin confirma racionamento de água em SP

O governador Geraldo Alckmin confirmou hoje a realização de racionamento por causa do baixo nível de água nos reservatórios. "A situação é preocupante e certamente vai haver racionamento. A situação mais crítica é na região do chamado Alto Cotia e Baixo Cotia", disse Alckmin. Segundo ele, a data para o início do racionamento de água ainda não foi definida pela Sabesp, mas já está em estudo. Alckmin afirmou que o racionamento pode ser iniciado ainda em abril, mas que será precedido de uma campanha informativa. "Quando é feita uma campanha, a população colabora, se esforçando para reduzir o consumo de água", disse.O governador citou dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), indicando que é possível reduzir o consumo de água sem prejudicar o usuário. "Aqui em São Paulo, se gasta de 180 a 200 litros de água por pessoa, por dia. Há indicações, de acordo com a OMS, que esse gasto poderia ser menor, de 120 litros de água por pessoa/por dia", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.