Alckmin defende nomeação de delegado

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), defendeu nesta segunda-feira o delegado acusado de ser torturador do extinto DOI-Codi Aparecido Laertes Calandra.Conhecido como Capitão Ubirajara, o delegado foi nomeado para o Departamento de Inteligência da Polícia Civil (Dipol). "A anistia vale para os dois lados. Vamos ficar voltando ao passadoa todo momento?", questionou Alckmin após reunião de governadores do PSDB.Alckmin insistiu que houve anistia e que o delegado está trabalhando. "Não vai trabalhar? Alguma coisa ele tem que fazer." O governador ainda lembrou que Calandra não foi punidopor causa da acusação de comandar sessões de tortura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.