Alckmin dispensa apelido de Mike Tyson e se diz "um modesto faixa amarela"

O candidato da coligação PSDB-PFL à Presidência da República, Geraldo Alckmin, dispensou hoje o apelido de "Mike Tyson", dado por alguns analistas e jornalistas, devido ao seu desempenho no debate promovido pela TV Bandeirantes, no último domingo. "Imagine. Sou um modesto faixa amarela do judô", brincou.Alckmin refutou que seu comportamento no debate tenha sido responsável pela queda na pesquisa Datafolha divulgada esta manhã, que mostrou Lula com 11 pontos de vantagems. "Não tem nenhum reflexo", disse. E prometeu que não recuará nesta nova tática: "O tom será o mesmo." Alckmin reclamou do que chamou de "mentirada danada", voltando a acusar os integrantes da campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de difundirem boatos de que ele privatizaria as universidades públicas, a Petrobras, o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal e os Correios. "Isso mostra um pouco do desespero dos nossos adversários."Última pesquisaO candidato tucano voltou a minimizar a queda apontada na pesquisa Datafolha, divulgada nesta manhã, em relação as intenções de voto para sua candidatura. "Não há queda. É só uma pequena oscilação. Isso é normal", considerou.Ele atribuiu o resultado, que mostrou uma diferença de 11 pontos porcentuais a favor do presidente Lula, ao fato de o horário eleitoral gratuito ainda não ter recomeçado. "A campanha começa amanhã e temos todas as condições de chegar lá."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.