Alckmin diz que manterá demolição do Carandiru

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse esta manhã que o cronograma para a demolição do Complexo Penitenciário do Carandiru, cuja previsão de início é para o próximo dia 1º, será mantido independentemente das resistências que a medida vem despertando. Quando perguntado sobre quais seriam essas resistências e de onde elas estariam vindo, Alckmin disse que estas não vêm de um setor específico e limitou-se a dizer: "Você acha que os presos que estão lá querem sair?". O governador participou hoje da abertura do seminário "Juventude, Novos Caminhos", no Memorial da América Latina, organizado pela Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer do Estado, que pretende discutir a questão das drogas, da inclusão social e da violência entre os jovens.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.