Alckmin diz que manterá demolição do Carandiru

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse esta manhã que o cronograma para a demolição do Complexo Penitenciário do Carandiru, cuja previsão de início é para o próximo dia 1º, será mantido independentemente das resistências que a medida vem despertando. Quando perguntado sobre quais seriam essas resistências e de onde elas estariam vindo, Alckmin disse que estas não vêm de um setor específico e limitou-se a dizer: "Você acha que os presos que estão lá querem sair?".O governador participou hoje da abertura do seminário "Juventude, Novos Caminhos", no Memorial da América Latina, organizado pela Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer do Estado, que pretende discutir a questão das drogas, da inclusão social e da violência entre os jovens.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.