Alckmin diz que não é necessário aumentar segurança em presídio

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse que avaliará com a equipe de segurança pública do governo se será necessário adotar medidas adicionais para evitar tentativas de fuga como a que ocorreu no presídio Desembargador Adriano Marrey, em Guarulhos. Bandidos utilizaram um helicóptero fretado para tentar resgatar dois presos do local. Em suas declarações, porém, deu a entender que já considera as atuais medidas suficientes: ?As medidas adotadas já deram resultado, não houve resgate e nenhum preso escapou. Esta não era uma penitenciária de segurança máxima. Temos 111 unidades prisionais e as unidades de maior segurança do País hoje. Esta se mostrou muito segura. Não há necessidade de reforço. Temos 4 mil homens preparados nas muralhas das penitenciárias para enfrentar esse tipo de problema?, disse Alckmin, que esteve no Rio de Janeiro para acompanhar a escolha da cidade que concorrer para ser sede das Olimpíadas de 2012.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.