Alckmin: "É cedo para estender racionamento"

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, afirmou hoje que ainda é "cedo" para prever a extensão do racionamento de água na Grande São Paulo. Segundo ele, as represas da Cantareira e Guarapiranga ainda têm níveis razoáveis de água. "O problema é que está fazendo muito calor, então a evaporação da água está sendo muito rápida", afirmou o governador. A Companhia de Saneamento Básico de São Paulo (Sabesp) poderá anunciar em maio, depois de finalizar estudos técnicos, o aumento do racionamento por causa dos níveis preocupantes dos reservatórios.A represa da Cantareira, que abastece metade da cidade de São Paulo, está trabalhando com cerca de 40% da capacidade. O Sistema de Guarapiranga tem menos de 60% da capacidade. Por enquanto, está em racionamento desde o dia 17 apenas a região atendida pela represa de Alto Cotia (Embu, Cotia e Vargem Grande).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.