Alckmin e Serra serão vistos juntos mais vezes

Nos últimos dias como secretário, ex-governador usará compromissos públicos para compensar a reclusão em que cairá

Silvia Amorim, O Estadao de S.Paulo

21 de março de 2010 | 00h00

Provável candidato do PSDB à sucessão paulista, o secretário de Desenvolvimento, Geraldo Alckmin, vai usar os próximos dez dias que lhe restam no governo estadual para aparecer em compromissos públicos ao lado de José Serra. A dobradinha tucana aparecerá pelo menos duas vezes na próxima semana. O objetivo é usar o canal de visibilidade para compensar o período de reclusão em que entrará até o anúncio oficial da candidatura.

De acordo com a legislação eleitoral, Alckmin e Serra devem se afastar do governo até 2 de abril para disputar a eleição de outubro. Nas contas do PSDB, o ostracismo do ex-governador deve ser de quase duas semanas, já que está decidido que o evento para anunciar Alckmin candidato a governador será depois da festa que ungirá Serra à corrida presidencial, dia 10, em Brasília.

Até lá, fora da secretaria e longe das visitas ao interior e das inaugurações, o ex-governador deverá passar a maior parte do tempo em seu escritório político na capital paulista.

A saída de Alckmin da cena política e a indefinição sobre a data para pôr a campanha na rua preocupa os apoiadores do tucano dentro e fora do PSDB. Mas, mesmo assim, a orientação é para manter a calma e nada de pressão. "A prioridade do partido é a candidatura nacional e não há motivos para atropelar", diz um tucano que está na articulação das campanhas em São Paulo.

O grupo mais próximo de Alckmin não quer dar um passo em falso que venha a constranger ou irritar Serra. A avaliação é de que a condução para viabilizar a candidatura do ex-governador foi bem-sucedida até agora por ter optado pela reaproximação com tucanos dissidentes, como o grupo ligado ao secretário Aloysio Nunes Ferreira - um dos nomes para disputar o governo paulista - e aliados ressentidos - como o DEM, cujas lideranças manifestaram apoio público a Aloysio meses atrás. Alckmin disputou a prefeitura paulistana em 2008 contra Gilberto Kassab (DEM).

GM e Congresso. Na segunda-feira, Alckmin e Serra serão os anfitriões de um anúncio na sede do governo de um investimento da montadora General Motors no Estado. Na sexta, eles se encontram no encerramento do 54.° Congresso dos Municípios Paulistas, em Serra Negra, onde estarão centenas de prefeitos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.