Alckmin e Thomaz Bastos lamentam morte e condenam invasões

O governador Geraldo Alckmin, em entrevista coletiva, lamentou o assassinato do fotógrafo Luís Antônio da Costa: "Lamento profundamente esta tragédia. Esse é um tiro que atingiu todos os brasileiros. Nós vivemos um momento difícil, delicado, com invasões em várias partes do País?, disse.?Há um falso entendimento de que pela pressão, passando por cima da lei, possa se conseguir determinados objetivos, acho que isso é preocupante?, prosseguiu o governador. ?Não é dessa maneira que nós vamos avançar. Acho que essa tragédia deve servir para que todos que têm responsabilidade se unam no sentido de preservar a democracia e a governabilidade. Eu acho que o primeiro passo é desarmar os espíritos no sentido de evitar confrontos."Em Fortaleza, o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, mostrou-se indignado com a morte do fotógrafo. "Lamento profundamente. É uma coisa trágica, terrível, como qualquer morte de qualquer ser humano", comentou Thomaz Bastos, prometendo em seguida: "Vamos apurar". O ministro voltou a condenar as invasões de terra e de prédios e lembrou que, em um Estado de Direito, tudo deve ser feito respeitando as leis. "Sem isso não conseguiremos viver e não seremos dignos de um regime democrático" , disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.