Alckmin espera sinal de Serra para pôr campanha na rua

Alckmin espera sinal de Serra para pôr campanha na rua

Segundo aliados, só com aval do governador poderão dar consistência maior às conversas para montar coligação

, O Estadao de S.Paulo

24 de março de 2010 | 00h00

Enquanto o PT começa a arrematar alianças para a corrida estadual, o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) torce para receber o quanto antes um sinal verde do governador e pré-candidato tucano ao Palácio do Planalto, José Serra, para pôr a campanha na rua. Cautelosos para não passar a mensagem de que querem pressionar o governador, tucanos próximos a Alckmin avaliam que somente com a autorização poderão dar mais consistência às conversas para a montagem de uma coligação.

As expectativas do time do hoje secretário paulista do Desenvolvimento estão voltadas para o dia 31. Na ocasião, Serra planeja fazer um balanço de sua gestão, em um evento no Palácio dos Bandeirantes. Alckmin estará ao lado do tucano, assim como outros secretários. O ex-governador tem trabalhado pela sua candidatura e conseguiu consolidar o seu nome na disputa interna do partido. Até agora, entretanto, não foi chamado para uma conversa com Serra.

Enquanto esperam o aval, alckmistas têm se debruçado em conversas informais com potenciais aliados. Chegaram a falar com pelo menos dois partidos que participaram ontem de um almoço na casa do senador Aloizio Mercadante (PT-SP), para afinar a chapa petista ? o PR e o PRB. Ainda assim, aliados do ex-governador admitem que o mais provável é que a coligação tucana traga poucas surpresas.

No topo da lista de partidos que esperam ver na aliança está o PMDB, que acertou o posicionamento ainda na eleição municipal de 2008. Ao ceder uma vaga na disputa para o Senado ao ex-governador Orestes Quércia, os tucanos asseguraram o tempo gordo a que os peemedebistas têm direito na propaganda partidária no rádio e na televisão. A conta feita pelos tucanos inclui ainda DEM, PTB, PSC, PHS, além do PPS.

Enquanto aguarda o sinal de Serra, Alckmin vai intensificar o giro pelo Estado. Hoje, o tucano passará pela região de São José do Rio Preto, para assinar convênios de escolas técnicas em seis cidades. Em ritmo de campanha, ele deve passar por 24 municípios até a semana que vem. /C.O. e JULIA DUAILIBI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.