Alckmin inaugura Banco do Povo em Mogi

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, inaugurou nesta quinta-feira um Banco do Povo na Prefeitura Municipal de Mogi das Cruzes. Com essa unidade, são 85 bancos distribuídos em todo o Estado. O Banco do Povo tem como objetivo financiar projetos de pequenos empreendedores sem recursos finaanceiros.Os valores do crédito variam de R$ 200,00 A R$ 5 mil para pessoa física. As cooperativas podem receber empréstimos de até R$ 25 mil. O juro do financiamento é de 1% ao mês e o prazo de pagamento é de 18 meses. De acordo com o governador o índice de inadimplência é de apenas 1% e, segundo cálculos do Estado, a cada quatro empréstimos são gerados 13 novos empregos.Para obter o crédito é preciso que o interessado more no município onde buscará o financiamento há pelo menos dois anos. O governo do Estado é responsável por 90% do fundo, de R$ 30 milhões. Os 10% restantes ficam a cargo da prefeitura da cidade, onde o banco é instalado. Até dezembro do ano passado, o Banco do Povo de São Paulo, fechou 1.500 contratos, um total de R$ 3 milhões, que beneficiaram 5 mil empreendedores. ?Esta é a oportunidade para que donas de casa que queiram abrir um salão de cabeleireiro na garagem ou de desempregados que desejam arriscar-se a frente de pequenos comércios ou como ambulantes obtenham sucesso? disse Alckmin.Durante o discurso em Mogi das Cruzes o governador afirmou que na próxima segunda-feira assinará um documento liberando 50 mil bolsas de R$ 1.000,00, para interessados em realizar cursos profissionalizantes em todo o Estado. Os cursos terão mil horas/aula e serão organizados pelo Senac. As pessoas que desejam se profissionalizar devem ter formação de segundo grau concluídas no ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.