Alckmin não quer maiores de 18 anos na Febem

O governador Geraldo Alckmin voltou a defender hoje, em Sumaré, mudanças no Estatuto da Criança e do Adolescente para evitar que maiores de 18 anos permaneçam detidos comoutros adolescentes. "Nós temos problemas com o pessoal acima de 18 anos de idade, que não deveria estar na Febem. Quemtem 20 anos de idade não é nem criança nem adolescente", insistiu. De acordo com Alckmin, a solução é transferir os maiores de 18 anos para unidades funcionais isoladas, de maior segurança, mas sem contato com os demais presos. "Levei ao Congresso Nacional inclusive uma proposta por escrito e foi criado um grupo de trabalho. Vamos aguardar que seja discutida e votada", disse.O governador lembrou que embora as unidades 30 e 31 da Febem de Franco da Rocha tenham sido desativadas, a situação nolocal não está resolvida. "Ficou o chamado Franquinho, unidades que não têm o mesmo nível de segurança, são um poucoabertas", afirmou, explicando que medidas para melhorar a segurança seriam divulgadas hoje à tarde pela Secretaria Estadual de Educação.

Agencia Estado,

07 de abril de 2004 | 18h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.