Alckmin não tem propostas e se preocupa com falas de Lula, diz Berzoini

O presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), afirmou nesta quarta-feira, 06, que o candidato tucano à Presidência da República, Geraldo Alckmin, não tem propostas e, por isso, vive preocupado com o diz o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A declaração de Berzoini foi feita a propósito da afirmação de Alckmin de que "Lula deveria sair da política". O presidente Lula disse, um dia antes, que "democracia não é só coisa limpa, não"."Por falta de propostas, o candidato da oposição sempre procura comentar as declarações do presidente Lula. Deveria se preocupar em ter idéias próprias", disse o presidente do PT.Ao dizer a locução, Lula estava acompanhado do ex-ministro Humberto Costa, indiciado pela Polícia Federal por suspeita de participação no escândalo do desvio de sangue do Ministério da Saúde, que ficou conhecido como "escândalo dos vampiros". Costa é candidato ao governo de Pernambuco pelo PT. Lula procurava dizer que ele terá tempo para provar sua inocência.Quanto às declarações de Lula, Berzoini argumentou que é preciso aprender que a política convive também com o mundo real. "É preciso que o eleitor eleja candidatos que têm compromissos com a democracia, transparência e honestidade política". Ele afirmou ainda que tem total confiança na inocência de Humberto Costa. "Ele sempre foi comprometido com a honestidade na política".Segundo mandatoBerzoini afirmou que o segundo mandato de Lula será muito melhor do que o primeiro. "No nosso caso, o primeiro mandato foi, em grande parte, utilizado para desfazer a lambança que o PSDB fez no País, principalmente em relação à economia, com a inflação voltando, o risco do País aumentando e a desorganização nas contas interna e externa".A outra parte do mandato, disse Berzoini, foi usada para fazer programas que ele considera fundamentais para o País: a geração de empregos e o crescimento das exportações.

Agencia Estado,

06 de setembro de 2006 | 19h52

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõeseleições 2006

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.