Alckmin nega crise e vê desfiliação como ''questão municipal''

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, avaliou que a saída do ex-deputado Gustavo Fruet (PR) do PSDB, é uma "questão municipal". E afastou a hipótese de uma crise no partido. "O Gustavo Fruet foi um bom deputado federal, mas isso é uma questão municipal, da eleição da capital, de Curitiba", argumentou.

Gustavo Uribe, O Estado de S.Paulo

14 Julho 2011 | 00h00

A saída de Fruet soma mais uma perda ao PSDB, que no primeiro semestre teve a desfiliação de seis vereadores paulistanos. A ida de Fruet para um novo partido no Paraná é o desfecho de uma crise que se estende desde o início do ano. Após perder a corrida ao Senado, em 2010, o ex-deputado iniciou articulações dentro do PSDB para se viabilizar como candidato à prefeitura de Curitiba em 2012. Mas encontrou resistência do governador Beto Richa (PSDB).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.