Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Alckmin participa de missa em Pindamonhangaba

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), participa amanhã de uma missa de ação de graças na cidade de Pindamonhangaba, onde nasceu. A cerimônia será em comemoração a vitória no segundo turno da eleição. O evento deverá reunir mais de cinco mil pessoas. Este é o primeiro final de semana de descanso do governador após a campanha eleitoral. Hoje ele tirou o dia para visitar o túmulo dos pais no cemitério municipal da cidade.A missa em homenagem ao governador está prevista para começar às 10h e será realizada no ginásio de esporte da Associação Atlética Ferroviária, no centro de Pindamonhangaba. Segundo a irmã do governador, Maria Aparecida Penteado Alckmin Morgado, de 52 anos, o descanso do irmão não deve durar muito. "Ele não pára de trabalhar um minuto e deve voltar logo para São Paulo". Alckmin deve chegar hoje à tarde na cidade. "Só falamos com ele por telefone. Quero dar um beijo e um abraço forte pessoalmente?, afirmou Maria Aparecida, acrescentando que a família deve se reunir à noite para comemorar o aniversário antecipado do governador, que completará 50 anos no próximo dia 7.Segundo a secretária municipal da Saúde de Pindamonhangaba e amiga da família de Alckmin, Sandra Tutihashi, os amigos também estavam programando uma grande festa para comemorar a eleição e o aniversário do governador. "Mas ele antecipou sua vinda à cidade e preferiu uma missa para agradecer a conquista", disse. EncontroDepois da missa, o governador participará de um encontro com os 39 prefeitos da região do Vale do Paraíba, mas não pretende discutir nenhum assunto político durante a reunião. No próximo dia 8, Alckmin deverá retornar à região onde reencontrará os 39 prefeitos que participam do Codivap (Consórcio de Desenvolvimento Integrado do Vale do Paraíba). A proposta será discutir a instalação de um hospital público estadual na região do Vale.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.