Alckmin promete frente de trabalho para mendigos

O governador revelou que o Estado está gastando R$ 5 bilhões neste ano para a manutenção da máquina da segurança pública e da administração penitenciária. Com novos investimentos, ele prometeu acabar com os presos em delegacias e cadeias públicas na capital nos próximos meses. "Até maio do ano que vem a cidade não terá um preso em cadeia ou distrito policial. Hoje nós temos 7.400 presos", comprometeu-se. Durante entrevista ao Show Business, da Rede TV!, Alckmin falou ainda sobre os assassinatos de moradores de rua. Ele frisou que além do reforço no policiamento do centro expandido o governo criará novas frentes de trabalho para esses sem-teto. "O fundamental é que esse não é só um problema policial, mas social. Nós temos de ter condições de tirar as pessos da rua e dar a elas uma condição melhor. Vamos fazer uma frente de trabalho específica para os moradores de rua."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.