Alckmin quer construir prisão para seqüestradores

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou hoje que planeja construir uma prisão para abrigar apenas criminosos envolvidos em seqüestros. Segundo ele, já foram presos 368 seqüestradores em seu governo e as Polícias Militar e Civil continuam a trabalhar integradas para combater esse tipo de violência.A medida será tomada como forma de abafar novas iniciativas do gênero, informou o governador, durante cerimônia de entrega de um micrôonibus, uma ambulância e recursos para obras de infra-estrutura em Embu-Guaçu, na Grande São Paulo. "Esta é uma guerra longa e dura. Os resultados aparecerão ao longo do tempo", disse Alckmin. Para ele, o novo secretário de Segurança Pública, Saulo Abreu, fez progressos em sua gestão e tem ainda outros planos para reduzir a criminalidade no Estado.Entre as medidas já tomadas, Alckmin afirmou que o governo pôs nas ruas mais 2.500 caminhonetes e que pretende trazer para o combate à violência efetivo de 10 mil policiais militares, entre temporários e transferidos de unidades carcerárias. "Além disso, destinaremos mais recursos para renovar o armamento disponível aos profissionais e continuaremos com as blitze em diversos pontos da região metropolitana."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.