Alckmin quer rigor nos casos da Operação Vampiro

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), defendeu hoje a apuração das irregularidades no Ministério da Saúde. Ontem, a Polícia Federal (PF) prendeu 14 pessoas acusadas de fraudes que podem chegar a R$ 2 bilhões na compra de hemoderivados. "Eu acho que tem de ser apurado com absoluto rigor", comentou ele.Alckmin destacou a importância de os governos utilizarem mecanismos transparentes para compra de equipamentos. Ele citou como exemplo a decisão tomada em São Paulo, onde foi implantado o governo eletrônico. "Em São Paulo fizemos um decreto que determina que todas as compras têm de ser feitas ou por bolsa eletrônica de compras ou por pregão presencial", observou. Segundo o governador, essa determinação funciona como uma "vacina contra a corrupção".O tucano salientou que grande parte dos problemas de corrupção, desvio de dinheiro público e superfaturamento ocorre exatamente em compra. "E o governo compra bilhões", finalizou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.