Alckmin recebe violinistas que participaram de assembléia da ONU

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, recebeu hoje pela manhã as duas meninas violinistas que representaram o Brasil na Assembléia Geral das Nações Unidas em Favor da Infância, no Palácio dos Bandeirantes. Ele deixou o evento mais cedo porque quebrou o dente e precisava ver o dentista, que fica de plantão dentro do próprio Palácio. Antes de começar o tratamento, ele manteve sua agenda e encontrou as garotas, Elaine Cristina Mathias de Paula e Duane Egle Santos, que integram o Projeto Guri. Por causa do problema com o dente, não falou com a imprensa.Trata-se de um programa estadual em que se formaram pequenas orquestras integradas por crianças carentes, que busca tirar as crianças da marginalidade e das ruas. Atualmente, é formado por 60 pólos, integrando 20 mil crianças de 8 a 18 anos. O projeto conta com apoio da Sociedade Amigos do Projeto Guri, ?padrinhos? das crianças, e conta com artistas famosos como o pianista Arthur Moreira Lima, o compositor Toquinho e a soprano Celine Imbert, entre outros."Foi ótimo, conheci um mundo diferente, cultura e etnias diferentes. Uma experiência que não vou esquecer", contou Duane. "Espero poder passar o que eu vi, o que foi discutido e resolvido para as crianças da minha escola e do Projeto Guri", completou ela. Na reunião, elas falaram sobre problemas das crianças brasileiras que envolvem educação, saúde, meio ambiente e drogas.Segundo Elaine, o projeto foi bem recebido em Nova York, onde ocorreu a assembléia. Ela explicou que ressaltou os problemas econômicos do Brasil que afetam diretamente as crianças brasileiras. Participaram da assembléia 800 jovens de 72 países do mundo.Foi a primeira viagem de avião de ambas, que aproveitaram para aprender a língua espanhola. "Ficamos com a comunidade latina, tivemos de nos virar, aprender na marra o espanhol. Foi muito legal ter esse contato com a comunidade latina porque ela têm problemas parecidos com os nossos", comentou Elaine, que preferiu enfatizar a discussão na assembléia em torno da educação.Durante o encontro foram discutidos avanços alcançados pelos países representados em relação as diretrizes determinadas pela Cúpula Mundial da Infância, realizada em 1990. A experiência do Projeto Guri constou da pauta de debates como uma boa idéia para ajudar as crianças.A meta do governo estadual para 2002 com o Projeto Guri é chegar a 100 pólos no Estado. Desde sua criação, em 1995, ele já atendeu 43.081 meninos e meninas, tendo realizado 1.054 apresentações para um público de 333 mil espectadores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.