Alckmin se contradiz e garante que condenados não vão para Carandiru

O governador Geraldo Alckmin disse nesta segunda-feira que os presos condenados dos distritos policiais não irão para a Casa de Detenção do Carandiru, ao contrário do que havia afirmado no domingo. Alckmin disse que o grupo de 2.180 presos será enviado ao Cadeião de Pinheiros, antes de seguirem para penitenciárias no interior.Leia mais no Estadão

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.