Alckmin se diz "muito satisfeito" com resultado de pesquisa

O candidato presidencial da coligação PSDB-PFL, Geraldo Alckmin, declarou na noite de hoje estar "muito satisfeito" com a pesquisa do instituto Vox Populi, que mostra, diferentemente de outras sondagens, a possibilidade de realização de um segundo turno entre ele e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele disse que a redução da diferença entre ambos, antes de 13 pontos porcentuais e agora de 10 pontos, "é um estímulo", e mas precisa "calçar as sandálias da humildade, pois a campanha que está começando agora." No Vox Populi, as intenções de voto em Lula caíram de 45% para 42%, e o porcentual dos que preferem Alckmin permaneceu em 32%. Como a margem de erro é de 2,2 pontos para mais ou para menos, o tucano comemora o fato de que o resultado indica que haveria um segundo turno."Eu sempre disse que não se podem comparar coisas diferentes. Eu sempre fui menos conhecido do que o candidato Lula, um candidato que já disputou várias campanhas", comentou Alckmin. Sobre o fato de dispor de mais tempo do que Lula na propaganda eleitoral gratuita na televisão, o ex-governador disse: "A TV é um instrumento muito importante para um candidato expor as suas idéias. Ajuda muito." Ele afirmou que não fará uma campanha com ataques ao adversário: "Nunca fiz campanha nesse sentido. Política é convencimento."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.