Alckmin supera Serra em arrecadação

Campanha tucana a governador obteve R$ 5 milhões no primeiro mês de corrida eleitoral, enquanto a presidencial somou R$ 3,6 milhões

Roberto Almeida, Rose Mary de Souza, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

05 de agosto de 2010 | 00h00

CAMPINAS

A campanha de Geraldo Alckmin, candidato tucano ao governo de São Paulo, apresentou à Justiça Eleitoral arrecadação de R$ 5 milhões nesse primeiro mês de corrida oficial pelo voto. O valor é 38% superior ao amealhado pelo presidenciável do PSDB, José Serra, que somou R$ 3,6 milhões.

Para tucanos, o alto valor da arrecadação de Alckmin, capitaneada pelo coordenador da área, Clodoaldo Pelissioni, é reflexo das pesquisas de intenção de voto. O candidato do PSDB ao governo paulista mantém o mesmo patamar desde maio e atingiu 50% na última sondagem Ibope/Estado/TV Globo, divulgada dia 30 de julho, na qual venceria no primeiro turno.

Antes do início da campanha, no entanto, a tendência era de que os comitês de arrecadação de Alckmin e Serra operassem de forma centralizada para atrair doadores. No entanto, os próprios doadores teriam preferido a separação.

A campanha de Alckmin não especificou quem fez as contribuições até o dia 2 de agosto - data em que os dados foram apresentados ao Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP). Em seu site, a seção que apresentaria a prestação de contas não foi atualizada.

Amanhã, o TRE paulista divulga os valores apresentados por todos os candidatos ao governo do Estado. Segundo a corte, todos entregaram as prestações de contas parciais. Os dados dos doadores de campanha, no entanto, só serão divulgados oficialmente pela Justiça Eleitoral no dia 2 de novembro.

Disputa estadual. O valor de R$ 5 milhões arrecadado pelos alckmistas corresponde a 8,6% do total do estipulado como teto de despesas. Alckmin pretende gastar até R$ 58 milhões - a campanha mais cara entre os postulantes ao governo paulista.

Na comparação com seu principal concorrente, Aloizio Mercadante (PT), Alckmin conseguiu arrecadar seis vezes mais. O candidato petista, segundo lugar na última pesquisa Ibope/Estado/TV Globo com 14%, amealhou um total de R$ 840 mil.

Em termos de despesas, Alckmin já despendeu R$ 3,8 milhões. O petista tem gastos empenhados de R$ 12 mi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.