Alckmin tenta convencer Roseana a ficar neutra

O candidato a presidente pela coligação PSDB-PFL, Geraldo Alckmin, teve nesta terça-feira uma conversa, em São Luís, com a ex-governadora maranhense Roseana Sarney, do PFL, que ainda não decidiu quem irá apoiar nesta campanha. O senador José Sarney (PMDB-AP), pai de Roseana, é um dos principais apoiadores da campanha à reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).O senador Edison Lobão (PFL-MA) e o candidato a vice na chapa de Alckmin, senador José Jorge (PFL), que está intermediando as negociações, também participaram da conversa. A intenção dos coordenadores da campanha do ex-governador paulista é a de conseguir, pelo menos, que Roseana se mantenha neutra na disputa presidencial. Estavam na casa de Roseana também o presidente nacional do PFL, senador Jorge Bornhausen (SC), e o senador Heráclito Fortes (PFL-PI), que não participaram da conversa de Alckmin com Roseana. Bornhausen, Heráclito e Jorge estão em São Luís desde ontem, quando tiveram uma primeira conversa com a ex-governadora. Em conversa com jornalistas, Alckmin disse que, durante a campanha, estará voltado prioritariamente para temas nacionais, evitando envolver-se nos problemas locais entre os diversos partidos políticos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.