Alckmin vai ao TSE contra comparação do governo Lula com o de FHC

A coligação Por um Brasil Decente, do candidato Geraldo Alckmin, pediu no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) direito de resposta contra a coligação do presidente e candidato à reeleição, Luiz Inácio Lula da Silva, A Força do Povo por ter comparado no horário eleitoral gratuito seu governo com o do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. De acordo com o site do TSE, os tucanos alegaram que a comparação é "errônea".Na representação, os advogados de Alckmin alegaram que o programa de Lula veiculou "mentira gritante, sabidamente inverídica, consubstanciada na afirmação de que, nos oito anos do governo anterior, conduzido por Fernando Henrique Cardoso, o aumento real do salário mínimo seria da ordem de apenas 20,6%". Os advogados afirmaram que os aumentos reais no governo Fernando Henrique foram equivalentes aos do governo Lula, "porque em oito anos representaram quase o dobro dos concedidos nos últimos quatro anos" e ressaltaram que "a crítica política e administrativa é permitida e até desejável, mas a utilização de dados falsos só se presta à desinformação, para enganar o eleitor e prejudicar o adversário da forma mais baixa possível", avaliam os advogados do tucano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.