Alencar diz que Lula foi alvo de "maledicência"

O vice-presidente da República, José Alencar disse no domingo à noite, depois de se reunir com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio da Alvorada, que Lula foi alvo de "maledicência" na fase final dacampanha. Questionado se a maledicência teria sido provocada por petistas, Alencar disse que não.Ele responsabilizou os adversários que, segundo Alencar, tentaram levar para o governo a culpa pelo que aconteceu (escândalo do dossiê). "No segundo turno, o presidente vai ao debate", disse o vice. "Eu fui voto vencido na discussão se Lula deveria ir ou não ao debate do primeiro turno da TV Globo."O presidente Lula é bom de debate, tem experiência e poderia ganhar dos adversários com facilidade", completou. Na avaliação de Alencar, Lula foi vitorioso. "Ele (Lula) venceu no primeiro turno porque teve quase 50% dos votos e vai vencer no segundo turno.""Só não vencemos no primeiro turno porque isso não é bom para o Brasil", disse Alencar, em uma longa entrevista sob uma chuva fina na portaria do Alvorada. "Gostamos de nos encontrar com o povo brasileiro, e vamos ter mais 30 dias de oportunidade para continuar conversando", completou. "Quem gosta do Lula gosta do Brasil, porque o Lula é o Brasil."Alencar disse que Lula está disposto a participar de mais um mês de campanha. "Todos sabem que o Lula não tem nada a ver com isso", disse Alencar, referindo-se ao escândalo do dossiê Vedoin.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.