Alencar volta a ser internado em São Paulo

O ex-vice-presidente José Alencar, de 79 anos, foi internado novamente ontem, às 14 horas, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, com peritonite causada por perfuração intestinal.

Fausto Macedo, O Estado de S.Paulo

10 de fevereiro de 2011 | 00h00

O cirurgião Raul Cutait, que integra a equipe médica responsável pelo atendimento de Alencar, afirmou que seu estado de saúde é grave. Cutait descartou nova cirurgia. "Não cabe", disse o médico. Ele informou que Alencar começou a tomar antibióticos.

Boletim assinado pela equipe médica, divulgado às 19h30, informava que "o paciente está consciente e sendo submetido a exames para avaliação da conduta médica a ser adotada". O ex-vice-presidente está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ele luta há 13 anos contra um câncer no abdome - já foi submetido a 17 cirurgias.

Em 25 de janeiro, aniversário de São Paulo, Alencar foi liberado para receber uma homenagem e teve alta. Na sede da Prefeitura, recebeu a Medalha 25 de Janeiro e, emocionado, tendo ao lado a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, fez um discurso de nove minutos.

Desde então, ele prosseguiu o tratamento de quimioterapia, via oral, em casa, mas há alguns dias esse procedimento foi interrompido. Três vezes por semana, ele vinha se reapresentando no hospital para fazer diálise.

O boletim médico de ontem cita que Alencar está com peritonite, inflamação do revestimento da cavidade abdominal. O boletim é assinado pela equipe médica formada pelos doutores Paulo Hoff, Raul Cutait, Paulo Ayroza Galvão, Roberto Kalil Filho, David Uip e Miguel Srougi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.