Marcos Arcoverde/AE
Marcos Arcoverde/AE

Alerj autoriza manifestantes a verem votação contra máscaras em protestos

Presidência da Assembleia Legislativa do Rio permitiu a entrada de grupo, mas estabeleceu condições, como identificação, rosto descoberto e revista

Clarice Cudischevitch, O Estado de S. Paulo

03 Setembro 2013 | 16h28

RIO - A menos de uma hora do início da votação do projeto de lei 2.405/13, que proíbe o uso de máscaras em manifestações em todo o Estado do Rio, a presidência da Assembleia Legislativa (Alerj) permitiu a entrada dos manifestantes que protestam desde a manhã desta terça, 3, do lado de fora da Casa.

Os ativistas, entretanto, não poderão entrar na Alerj mascarados e terão bolsas e mochilas revistadas pelos seguranças. Os manifestantes também deverão ser identificados antes de se dirigirem às galerias do plenário.

Os manifestantes ficaram insatisfeitos com as condições impostas pela presidência da Alerj, mas mesmo assim decidiram acompanhar a votação - marcada para ter início às 16h30.

O clima do lado de fora da Alerj é tranquilo, apesar do grande aparato policial, com cerca de cem homens.

De autoria dos deputados Paulo Melo e Domingos Brazão, ambos do PMDB, o projeto de lei tem o apoio do governador Sérgio Cabral (PMDB). Melo é o presidente da Casa.

Mais conteúdo sobre:
protestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.