Alerj vota amanhã reajuste de policiais e bombeiros

Governo do Estado prevê o pagamento cumulativo em três parcelas, o que vai representar reajuste de quase 39% no biênio 2012/2013

estadão.com.br,

06 Fevereiro 2012 | 18h59

SÃO PAULO - A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) vota nesta terça-feira, 7, em discussão única, o projeto de lei 1.184/12, que trata de aumento concedido a servidores da Polícia Militar, da Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros e de agentes penitenciários.

O texto do Governo do Estado prevê o pagamento cumulativo em três parcelas, o que vai representar um reajuste total de quase 39% no biênio 2012/2013. O projeto também traz a novidade de nivelar pelo teto o auxílio moradia que antes possuía dois níveis: um para policiais e bombeiros solteiros e outro para casados.

O governador Sérgio Cabral afirmou, nesta segunda-feira, 6, que, somando os reajustes dados pelo governo desde 2007 até os que já estão garantidos para 2012 e 2013, policiais e bombeiros terão um total de 107% de aumento salarial.

"A partir do projeto de lei que enviamos na última quarta-feira, 1, à Assembleia Legislativa e que os deputados estaduais começam a votar nesta semana, o salário base será de R$ 1.669. Com as gratificações que pagamos aos nossos profissionais que estão nas ruas, que é a grande maioria da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, o salário base de um PM e de um bombeiro será de R$ 2.019. Isso sem falar nos policiais das UPPs que, com gratificação de R$ 500, recebem R$ 2.169", informou o governador em nota.

Mais conteúdo sobre:
Alerjreajustepolíciabombeiros

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.