Alerta na meteorologia. Outro ciclone, mais chuva e frio

A meteorologia está em alerta de novo: vem aí mais chuva, frio e outro ciclone extratropical. A meteorologista da empresa Climatempo, Josélia Pegorim, avisa que, junto com a frente fria, que está sobre o Sul do Brasil formou-se outro ciclone extratropical na região da Bacia do Rio da Prata, entre o Uruguai e a Argentina. Também dessa vez não se deve compará-lo ao Catarina, já que entre maio e setembro é comum a formação desses sistemasnessa região. Desde ontem, está ocorrendo ventania em Buenos Aires e, hoje, já está ventando forte em Montevidéu, capital do Uruguai.O ciclone aumenta a intensidade dos ventos no sul do Rio Grande do Sul a partir de hoje e, na quarta-feira, venta mais forte em todo o litoral da Região Sul, com rajadas entre 60 e 80 km/h.É depois da noite de quarta-feira que os ventos ficam mais intensos no litoral de São Paulo e do Rio de Janeiro.Além disso, o risco de temporais aumenta nas próximas 48 horas no Paraná, no oeste paulista e em Mato Grosso do Sul com a passagem dessa frente fria. A nova massa de ar de origem polar que entra no centro-sul do Brasil nos próximos dias vai trazer muito frio. Josélia Pegorim disse que a combinação entre a umidade deixada pelo ciclone extratropical e a onda de frio pode provocar queda de neve nas serras gaúcha e catarinense entre quarta e quinta-feira e, na sexta, deve gear em muitas áreas do Sul. A previsão da meteorologista é de queda acentuada de temperatura na madrugada de quinta-feira em São Paulo, no Triângulo Mineiro, no sul de Minas e no centro-sul do Rio de Janeiro. Amanhã, o tempo fica instável em todas as regiões paulistas, com mínima de 18 e máxima de 23 graus na capital. O tempo melhora na quarta-feira no oeste, e a partir da tarde, a chuva também pára no centro-leste e no sul do Estado. O céu limpo na madrugada de quinta-feira baixa a temperatura para 9 graus e a máxima não deve passar do 18 graus durante a tarde na cidade de São Paulo. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou mínima de 15,8 e máxima de 23,9 às 15 horas de hoje(24).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.