Aliados do RS tentam regionalizar disputa

Os aliados do presidenciável tucano José Serra decidiram regionalizar o 2.º turno da campanha para a Presidência no Rio Grande do Sul. Os deputados mais votados vão coordenar esforços em suas bases. O objetivo é que o candidato tenha mais votos que Dilma Rousseff (PT) no Estado.

Elder Ogliari / PORTO ALEGRE, O Estado de S.Paulo

09 Outubro 2010 | 00h00

"Os conceitos e argumentos chegam pelo rádio e televisão e nós teremos de dar visibilidade à candidatura", explicou o vice-presidente do PPS e candidato a vice-governador na chapa derrotada de Yeda Crusius (PSDB), Berfran Rosado. Segundo ele, "é possível virar" a votação dos gaúchos, que deram 3.007.263 votos para a petista no 1.º turno e 2.600.389 para Serra.

Além de buscar o voto dos verdes, os aliados de Serra acreditam que podem contar com a mobilidade do PMDB, que adotou posição neutra no 1.º turno.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.