Aliados ignoram Serra no horário eleitoral gratuito

Nos programas de TV que foram ao ar de tarde, candidato do PSDB ao Planalto só foi mencionado ou apareceu em cinco Estados

Julia Duailibi, O Estado de S.Paulo

19 de agosto de 2010 | 00h00

No primeiro dia do horário eleitoral gratuito dos candidatos a governador, o presidenciável do PSDB, José Serra, foi ignorado pela maioria dos aliados que dão sustentação a sua candidatura à Presidência. A candidata do PT, Dilma Rousseff, aparece logo depois do presidente Lula como a principal estrela nos filmetes.

Levantamento feito nos programas na televisão que foram ao ar ontem, às 13 horas, em todos os Estados - exceto Rondônia - e no Distrito Federal, mostra que o tucano foi citado explicitamente, e uma única vez, por apenas um candidato: o paulista Geraldo Alckmin (PSDB).

Principais aliados do tucano em Estados considerados estratégicos não fizeram uma única menção à sua candidatura. Foi o caso dos candidatos na Bahia, no Rio Grande do Sul e até em Minas Gerais, onde Serra apareceu apenas num clipe que ilustrava o jingle do candidato a governador, Antonio Anastasia (PSDB).

Serra apareceu ainda num clipe de Marconi Perillo (PSDB), em Goiás, e teve seu nome mencionado por um locutor, no fim do programa do tucano Sílvio Mendes, no Piauí.

Candidato a governador no Paraná, o tucano Beto Richa exibiu imagem de Serra, mas também destacou que, mesmo na oposição, fez boas parcerias com o governo federal enquanto prefeito de Curitiba. Políticos historicamente ligados ao tucano, como os candidatos no Espírito Santo, Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB), e em Pernambuco, Jarbas Vasconcelos (PMDB), também não falaram de Serra.

O advogado do PSDB, Ricardo Penteado, disse que entrará com representações no TSE contra campanhas em alguns Estados, como Santa Catarina, por fazerem propaganda de Dilma no horário dos governadores. "Você pode mencionar a candidatura que apoiará. Mas é ilegal usar o espaço para referências elogiosas a outro candidato", disse.

Dilma foi citada ou teve sua imagem exibida por candidatos em 17 Estados. Na Paraíba, tanto José Maranhão (PMDB) como Ricardo Coutinho (PSB), que está coligado com o PSDB, exibiram a governista.

Estrela. A maioria dos candidatos nos Estados, inclusive os que, em tese, dão palanque ao presidenciável, preferiu citar ou exibir o presidente Lula em seus programas - esse fenômeno já havia aparecido na eleição de 2006, mas na época Lula era candidato à reeleição.

Lula foi citado ou apareceu nos programas de candidatos em 23 Estados. No programa do candidato do PMDB em Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, que dá palanque a Serra, quem aparece na TV é Lula, inaugurando obras. No programa de Zeca do PT, no mesmo Estado, Lula foi citado 11 vezes, e Dilma, 5.

Com uma candidatura com menos capilaridade que a de Serra, a candidata do PV, Marina Silva, tem mais exposição dos aliados que ele. Apareceu ou foi citada em oito programas de candidatos. / COM CORRESPONDENTES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.