Câmara de Iúna/Divulgação
Câmara de Iúna/Divulgação

Alistamento deve ser online em todo o País em 2018

Procedimento começou no ano passado e deve resultar em uma economia de R$ 2 milhões; no Estado de São Paulo, é feito em 32 cidades da Grande SP

Isabela Palhares, O Estado de S.Paulo

29 Janeiro 2017 | 06h00

SÃO PAULO - Desde o ano passado, o Exército começou a fazer o alistamento obrigatório online em 21 unidades da federação. A expectativa é de que em janeiro do próximo ano o serviço chegue a todo o País, o que deve resultar em uma economia de R$ 2 milhões.

 

Anualmente, cerca de 1,8 milhão de jovens são alistados em todo o território nacional. Para este ano, a previsão é de que 97 mil sejam incorporados a Exército, Marinha e Aeronáutica. Conforme o Exército, nos últimos anos, entre 92% e 96% dos incorporados queriam entrar para o serviço militar. Com o sistema online para o alistamento, foi retirada do formulário a pergunta quanto a ser voluntário ou não. Portanto, tal índice deixará de ser tabulado.

Em São Paulo, o alistamento online ainda não chegou ao interior, mas já é feito em 32 cidades da Grande São Paulo. E a previsão é de que seja utilizado neste ano por pelo menos 150 mil jovens.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.