Alpinistas dormem no Pão de Açúcar

Vinte e oito alpinistas, entre cariocas e turistas, passaram a noite de domingo no alto do Morro do Pão de Açúcar, a 400 metros de altura, depois de escalar o costão do morro. O grupo chegou ao topo da montanha depois das 22h45, horário em que o último bondinho desce em direção à Praia Vermelha. Ninguém passou mal ou ficou ferido.O grupo, que começou a escalar o costão às 14 horas de domingo, se atrasou porque um dos participantes se desequilibrou e sofreu uma queda."Um rapaz quis ajudar uma moça que estava com dificuldade de subir e acabou se desequilibrando. Por ser experiente, ele se segurou numa garra e não se machucou", disse o guia do grupo, Antônio Carlos Costa. Os esportistas não haviam chegado até o topo do morro quando os funcionários do complexo do Pão de Açúcar encerraram o expediente na estação de passageiros.A diretora da Caminho Aéreo, Maria Ercília Leite de Castro, disse que o trajeto feito pelo grupo - que vai da pista Cláudio Coutinho, na Urca, até o alto do morro - leva, em média, três horas. "Faltou planejamento ao guia. Antes de o último bondinho descer para a Urca, nossos funcionários verificaram todas as instalações e se certificaram de que não havia ninguém no Pão de Açúcar", afirmou Maria Ercília.

Agencia Estado,

12 de fevereiro de 2001 | 17h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.