Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Alteração no Estatuto do Desarmamento divide internautas

Proposta aprovada por comissão especial da Câmara amplia direito de portar armas de fogo; veja os comentários no Twitter

O Estado de S. Paulo

28 Outubro 2015 | 11h11

BRASÍLIA - Uma comissão especial da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira, 27, por 129 votos a favor e 8 contra o texto-base do projeto que revoga o Estatuto de Desarmamento. O relatório cria em seu lugar o Estatuto de Controle de Armas de Fogo e assegura a todos os cidadãos, a partir de 21 anos, o direito de possuir e portar armas, para defesa própria e do patrimônio, bastando cumprir requisitos legais. Deputados e senadores poderão andar armados e pessoas que respondem a inquérito policial ou processo criminal também poderão ter porte. 

Nas redes sociais, os internautas se dividiram sobre o assunto. No Twitter, alguns usuários comemoraram o resultado da votação, enquanto outros lamentaram o que consideram um retrocesso. Veja abaixo alguns comentários:

 
Mais conteúdo sobre:
Estatuto do Desarmamento Violência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.